Aposentados: Como Fazer Declaração do Imposto de Renda?

Aposentados: Como Fazer Declaração do Imposto de Renda?

O assunto Aposentados Declaração Imposto de Renda gera algumas dúvidas entre a população. Os contribuintes aposentados ou pensionistas não estão livres da declaração. Quer saber tudo sobre o assunto Aposentados Declaração Imposto de Renda? Continue conosco!

Aposentados e pensionistas precisam fazer declaração de Imposto de Renda?

Essa é com certeza, uma das maiores perguntas que rondam o assunto Aposentados Declaração Imposto de Renda.

A resposta é clara: sim, os aposentados e pensionistas precisam fazer declaração de IR seguindo as mesmas regras dos outros contribuintes.

Aposentados e pensionistas, no entanto, tem preferência no momento de receber eventuais restituições. Caso você não saiba, a restituição é paga no ano seguinte à declaração sempre que o contribuinte declarar mais do que realmente ganhou.

Todos os rendimentos de pensão, aposentadoria, reforma remunerada ou reserva são considerados rendimentos tributáveis, portanto, devem ser informados na declaração, mais precisamente na área “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”.

Aposentados Declaração Imposto de Renda: Dicas e Cuidados

É muito importante que o aposentado e pensionista fique de olho no prazo para realizar a declaração. Se ele fizer parte do grupo de cidadãos obrigatórios a declarar, determinado pela Receita, de acordo com seus rendimentos anuais, poderá ter que pagar multa pelo atraso.

Além disso, os segurados do INSS devem se organizar e ter cuidados redobrados para evitar erros e inconsistências, evitando, assim, cair na Malha Fina da Receita Federal.

Aposentados Declaração Imposto de Renda: Principais Dúvidas

Abaixo, reunimos as principais dúvidas sobre Aposentados Declaração Imposto de Renda para que você possa conferir. Tome nota!

  1. Rendimentos de pensão, aposentadoria, reforma remunerada ou reserva são considerados rendimentos tributáveis, mas e os rendimentos de aposentadoria por acidente de trabalho?

Resposta: Rendimentos de aposentadoria por acidente de trabalho não são tributáveis, ou seja, não precisam ser declarados. No entanto, de acordo com a Receita Federal, pensões pagas a dependentes em caso de morte da pessoa acidentada são tributáveis.

  1. Existe um valor limite de isenção para os aposentados e pensionistas acima de 65 anos?

Resposta: Sim. De janeiro a março, esse valor está limitado a R$ 1.787,77 / mês / parcela. De abril em diante, o valor aumenta para R$ 1.903,98. Demais rendimentos, como renda com aluguéis, por exemplo, são tributáveis.

  1. Aposentados ou pensionistas que pagam pensão devem declarar esse valor de que forma?

Resposta: Esse tipo de declaração deve ser efetuado na área “Pagamentos Efetuados”. Será necessário informar o tipo de pensão e o nome e o CPF da pessoa que recebe. Se o contribuinte, por outro lado, for o beneficiário da pensão, a declaração deve ser feita na tela “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física pelos Dependentes”.

Aposentados Declaração Imposto de Renda: Como Fazer?

Os aposentados e pensionistas deverão fazer a declaração do Imposto de Renda da mesma forma que os demais contribuintes. Para isso, é necessário acessar o site da Receita Federal quando o preenchimento da declaração for liberado, fazer o download do programa de declaração e seguir todas as instruções.

Se não tiver muita familiaridade com o computador, o aposentado ou pensionista pode pedir para um parente ou amigo ajudar. Nesse caso, basta ele informar todos os dados e rendimentos e pedir para essa pessoa fazer o envio da declaração.

Confira todas as datas importantes do Encceja

Como já foi informado para você acima, são realizadas quatro edições durante o ano. E quando divulgado o edital e essas datas Encceja 2022 estiverem disponíveis, é preciso ficar sempre atento para a realização das suas inscrições.

Embora as datas para esse ano ainda não tenham sido divulgadas pelo Inep, você pode conferir abaixo o cronograma estabelecido para as versões anteriores e as tomá-las como base. Veja:

  • Publicação do Edital: 13 de março de 2022;
  • Inscrições: 16 de abril de 2022 até o dia  27 de abril de 2022;
  • Prova: 5 de agosto de 2022;
  • Divulgação do gabarito Encceja: 15 de agosto de 2022.

Assim que forem divulgadas as novas datas para o Encceja 2022, nós estaremos atualizando esse post para que você esteja por dentro do assunto!

Resultados Encceja 2022

Depois que os exames do Encceja são aplicados, os candidatos daquela edição terão que acessar o Gabarito Encceja 2022 para saberem seus resultados. Sabendo que é preciso se atentar a uma pontuação mínima para o obter o certificado, os alunos deverão se esforçar.

Isso porque é preciso que eles obtêm no mínimo 50% de acerto nas questões de sua prova. E para que seja aprovado também por sua redação Encceja, é preciso que cada participantes alcance no mínimo 5 pontos para o Encceja.

Dessa forma, aqueles que se formarem no ensino fundamental por meio deste programa, poderão logo em seguida realizar o exame para o nível médio.

Ainda é possível em alguns locais fazer ambas as provas, assim, se formando tanto no ensino fundamental quanto no médio ao mesmo tempo, caso o estudante seja aprovado, é claro.

Acessando os resultados

Depois que forem disponibilizados os resultados Encceja, os candidatos deverão checar sua nota pelo portal do participante.

Para isso, é preciso que ele esteja com o número do seu CPF em mãos e a senha que escolheu quando se inscreveu. O portal sempre vai está disponível para o acesso

Em seguida, basta entrar no portal dos resultados, clicando aqui. Suas notas estarão lá, para consulta! Caso você não tenha obtido a nota mínima do Encceja, não se preocupe! Você pode participar do Encceja na edição seguinte.

Afinal, este programa reabre suas vagas em todos os anos. Assim, o cidadão interessado poderá concorrer às vagas e tentar a sua graduação quantas vezes quiser.

Contato Encceja

Quer mais informações? Veja as opções de contato abaixo e tire suas dúvidas através dos canais disponíveis:

  • Telefone: 0800 61 61 61
  • Site oficial
Saiba como atualizar o cadastro Bolsa Família

Dentre os programas de assistência social, o Bolsa Família é considerado o mais importante no Brasil. No entanto, para receber o benefício é preciso seguir algumas determinações, como atualizar cadastro Bolsa Família 2022. O procedimento é feito sempre na prefeitura, conforme os requisitos que iremos mencionar a seguir. Portanto, acompanhe este artigo e saiba tudo sobre como atualizar cadastro Bolsa Família 2022!

Bolsa Família 2022

Criado ainda no início dos anos 2000, o Bolsa Família nasceu da incorporação de programas como o vale gás. O principal objetivo do benefício é oferecer a pessoas de baixa renda acesso a itens básicos, como alimentação, saúde e educação.

Atualmente, cerca de 14 milhões de famílias recebem o benefício por todo o país, conforme dados do Governo Federal.

Apesar de ser um programa federal, o Bolsa Família 2022 é cadastrado através da assistência social das prefeituras municipais. Desse modo,  o procedimento de atualizar cadastro Bolsa Família é feito nos municípios.

Para facilitar as informações de cada beneficiário, cada família elege um representante para prestar as informações solicitadas, como no caso da atualização.

Quando fazer a atualização da Bolsa Família

Uma dúvida frequente entre aqueles que recebem o benefício é sobre quando se deve atualizar o cadastro Bolsa Família 2022.

Pois bem, o beneficiário não precisa procurar a atualização antes de ser notificado. A informação de que você precisa buscar a atualização vem através dos correios, ou até mesmo pelo extrato na conta em que o valor é depositado.

De modo geral, isso ocorre anualmente, sempre no mesmo período em que o Bolsa Família foi solicitado.

Caso a atualização não seja feita, a família poderá ter o seu Bolsa Família bloqueado em 2022. Portanto, fique atento para a renovação.

Tanto na carta enviada pelo correio ou no extrato, a mensagem que aparece é “Revisão ou Averiguação Cadastral”. Quando isso ocorrer, você deve procurar o CRAS do município para atualizar cadastro Bolsa Família 2022.

Documentos necessários

Quando for solicitada a atualização, o representante da família deve reunir todos os documentos solicitados pelo programa.

Esses documentos são utilizados para comprovar que a família ainda está em condições de receber o benefício. Além disso, é preciso comprovar que segue os requisitos exigidos para o Bolsa Família.

É importante lembrar que os documentos devem ser originais ou cópias autenticadas em cartório. Caso perder um destes documentos, será necessário pedir a emissão de uma nova via.

Ademais, confira a lista de documentos necessários para atualizar cadastro Bolsa Família 2022:

  • CPF de todos os integrantes da família;
  • Cartão do Bolsa Família 2022;
  • Título de eleitor;
  • Documento de identidade com foto;
  • Carteira de trabalho dos membros da família;
  • Certidão de nascimento;
  • Comprovante de matrícula escolar;
  • Comprovante de residência dos últimos três meses.

Como atualizar cadastro Bolsa Família 2022

Portanto, com as informações sobre o que é necessário para atualizar cadastro Bolsa Família 2022, agora podemos ir para o passo a passo sobre como fazer o procedimento.

Cabe lembrar que a solicitação de atualização é feita presencialmente, no setor de assistência social da prefeitura, ou no CRAS através do Cadastro Único 2022.

Com os documentos que mencionamos acima, a pessoa informa os demais dados que serão solicitados. Após fazer isso, não é necessário fazer outro procedimento, até a próxima atualização.

Se mesmo com a atualização houver o bloqueio do benefício, é importante procurar o atendimento para verificar o que houve de errado.

Contato Bolsa Família 2022

Para você que ainda tem dúvidas sobre como atualizar cadastro Bolsa Família, o programa oferece canais de contato para o cidadão. O principal é através da própria prefeitura, seja no atendimento presencial ou por telefone.

Além disso, é possível também entrar em contato pelo seguinte telefone Bolsa Família 2022:

  • 0800 726 0207.
Renda Cidadã, Renda Brasil ou Bolsa Família?

A alteração do então programa social Bolsa Família já vem sendo divulgado a toda população, mas muitas pessoas ainda desconhecem essa mudança, o novo programa surge com os mesmos objetivos, mas algumas regras diferentes foram criadas pelo novo governo. A incerteza da mudança e a falta de informações que não chegam para muitos deixa grande dúvida sobre o futuro do Bolsa Família.

O Bolsa Família vem marcando anualmente a vida de milhões de famílias brasileiras que são beneficiadas através dele e auxiliando financeiramente para que tenham melhores condições de vida. Todos os anos o programa libera um calendário de pagamento onde os beneficiários acompanham a programação de seu benefício e ficam informados de qualquer futura alteração, e com o calendário Bolsa Família 2022 não seria diferente.

Sendo o maior e mais importante programa social do país o Bolsa Família possui um investimento do Governo Federal de mais de 4 bilhões de reais anualmente para serem distribuídos a todas as famílias mais carentes do país. A partir desse investimento há uma estimativa que cerca de cinquenta milhões de famílias estão sendo beneficiadas e conseguem devido a isso melhores oportunidades e uma melhoria na situação de vulnerabilidade que passam.

Mesmo com a divulgação da alteração do programa ainda é muito falado sobre o Bolsa Família 2022 e a associação ao nome para o ano de 2022, o que traz ainda mais dúvidas a população que faz parte do programa e não sabe sobre o rumo que o programa irá levar.

O Renda Brasil, cotado como o “novo” Bolsa Família, foi anunciado pelo atual ministro da economia Paulo Guedes e ganhou força após o auxílio emergencial que foi concedido pelo governo devido às consequências causadas pela pandemia do coronavírus. Mas de acordo com um anúncio divulgado pelo atual presidente nas suas redes sociais o Renda Brasil não vai existir, ele decidiu cancelar o programa antes mesmo de existir.

Devido ao cancelamento prévio do Renda Brasil o governo divulgou seu substituto, o Renda Cidadã que também vem como reformulação do Bolsa Família. Para esse novo programa foi proposto um rearranjo orçamentário e está tramitando no senado para entrar em vigor. Esse programa vem com o objetivo de ser o marco social da gestão do presidente Jair Bolsonaro e vem sendo analisado para que tudo saia de acordo com o previsto.

Diante disso e de todas as mudanças que já ocorreram no processo de alteração do nome e de algumas regras do Bolsa Família a população fica ainda na dúvida do que realmente irá acontecer com o benefício e o que esperar para o ano de 2022.

Veja como fazer a matrícula digital para o ano de 2022

Está faltando poucos dias para iniciar a matrícula digital em Goiânia para o ano de 2022. Pais e alunos que querem matricular seus filhos da rede pública de ensino municipal para novos alunos.

Para se inscrever pelo sistema online, é preciso estar com os seguintes documentos em mãos:

  • CPF do responsável legal;
  • Número da matrícula do aluno, pois essa inscrição é para solicitar transferência;
  • Nome completo do estudante;
  • Escola em que tem preferência de estudar.

Confira todos os documentos para inserir as informações corretamente.

O conceito de Matrícula Fácil 2022 é o melhor método para que o futuro aluno tenha sua vaga garantida para todo o ano letivo e pode sugerir a escola em que deseja estudar.

As datas para inscrição, transferência e confirmação de matrícula foram determinadas de modo que os pais tenham o tempo necessário para tomas todas as providências em relação aos estudos dos filhos

As inscrições para novos os alunos estarão abertas dia 08 de dezembro de 2022 para o ensino fundamental.

O sistema online está pronto para receber as inscrições para a pré-matrícula e para que tudo dê certo, a orientação é que se tenha atenção ao preenchimento do formulário.

Todas as informações coletadas pela Secretaria de Educação para determinar para qual escola o aluno será designado, quando então após o resultado, os alunos e pais, se o estudante for menor de idade, comparecer na escola indicada para confirmar a matrícula e entregara documentação.

O período de transferência que é de 23 de novembro a 01 de dezembro de 2022.

Fale com a Secretaria de Educação

Entre em contato com a Secretaria de Educação pelo telefone: 3524 – 7310 ou pelo site: http://www.goiania.go.gov.br/

O comércio eletrônico tem aumentado ano a ano e facilitado à vida de muitos consumidores, que com apenas alguns cliques conseguem pesquisar as melhores ofertas e realizar a compra com muita praticidade e comodidade. Porém, quem compra pela internet pode precisar enfrentar alguns percalços como, por exemplo, comprar um celular, verificar que a previsão para entrega é de apenas 3 dias, porém, passadas 2 semanas, nem sinal de seu celular.

Muitos consumidores se desesperam e não sabem como agir nessa hora, gerando ainda mais transtornos e problemas, e transformando o que era pra ser uma compra fácil em um terrível problema. Para auxiliá-lo nessa situação, montamos um guia para esclarecer e auxiliá-lo sobre o que fazer nesse tipo de situação.

  1. Você resolve comprar um novo celular pela internet, e ao pesquisar os preços do modelo que você queria acaba encontrando na Sequoia melhor oferta da internet.
  2. Após realizar o seu cadastro, sempre prestando muita atenção na hora de preencher seus dados, principalmente o endereço de entrega, você verifica que no site está escrito que a previsão de entrega é de 7 dias úteis, também lê que o produto será postado em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento, e realiza a compra.
  3. Porém, passados 10 dias úteis, você se desespera que o produto ainda não chegou e imagina pelo pior, que a empresa não é idônea e não entregará seu celular. Neste momento é importante salientar um ponto que a maioria dos consumidores se confunde.  Note que a previsão de entrega eram 7 dias úteis e a data de postagem seria em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento. Previsão de entrega é apenas uma estimativa que a empresa faz do tempo que o produto levará para ser postado nos correios e então entregue pelos Correios em sua casa. Porém, não é possível a empresa garantir que a previsão de entrega se concretizará, visto que depende também dos Correios não atrasarem a entrega. O que a Sequoia garante é que em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento o produto será postado nos Correios.
  4. Para verificar a razão da demora da entrega do produto, o comprador pode entrar em contato com o Sequoia Rastreamento, para que esta verifique a razão. Para isso, será analisado se a empresa cumpriu com o prometido de postar em até 5 dias úteis após o pagamento, e caso isso seja confirmado, será fornecido o código de rastreamento do produto nos Correios, para que o próprio comprador possa verificar a situação do pedido dentro dos próprios Correios.

Quando o consumidor fica ciente que a entrega não depende apenas da empresa, mas também dos Correios, e que é possível acompanhar o pedido pelo site dos Correios, evita-se maiores problemas e estresses. O mais importante ao cliente é verificar se o meu site atendeu ao prazo de 5 dias úteis para postar o produto nos Correios após a confirmação do pagamento. Isso pode ser verificado dentro do próprio site, onde há um local para acompanhar o pedido ou através da central de atendimento. Caso a empresa tenha feito sua parte, resta verificar a situação do produto nos Correios.

Para receber o abono salarial é preciso saber como tirar o número PIS para trabalhador. Inscrevendo-se no programa e garantindo direitos trabalhistas como este. Entenda nessa artigo como tirar o número PIS para trabalhador e todos os documentos necessários para esse procedimento!

O que é o PIS 2022?

O Programa de Integração Social (PIS) é um sistema provido do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que visa incluir todos os trabalhadores da iniciativa privada considerados de baixa renda.

Quer dizer, aqueles que recebem até dois salários mínimos. A proposta inclusa na reforma da Previdência é que hajam novas regras PIS 2022 aceitando no programa apenas pessoas com rendimento inferior a dois salários.

O programa dá direito ao benefício do abono salarial, que funciona como um rendimento extra pago aos trabalhadores. Como uma forma de gratificá-los pelo período trabalhado.

Para ter direito ao recebimento anual do abono é necessário atuar na empresa por no mínimo 30 dias durante o ano base, isto é, ano anterior ao de início do calendário de pagamento do abono.

Quem deve tirar o número do PIS?

Os trabalhadores precisam atender a um perfil para solicitar a inscrição no programa, instituído por lei as definições sobre quem deve tirar o número do PIS.

Como já foi orientado, é necessário cumprir com as seguintes exigências:

  • Possuir rendimento mensal de até 2 salários mínimos;
  • Ter atuado dentro da empresa por no mínimo 30 dias.

Caso cumpra com esses requisitos, os dados do trabalhador serão inclusos na declaração de RAIS feita pela empresa. Um banco de informações sobre os funcionários com rendimento inferior ou igual a dois salários federais.

De acordo com o portal UOL, se for confirmada a mudança no rendimento mensal para concessão do abono. Pelo menos 23,4 milhões de trabalhadores perderão o direito ao benefício.

“O número corresponde a 91,5% do total de pessoas que hoje podem recebê-lo. O número é baseado em dados de 2017 informados pelas empresas ao antigo Ministério do Trabalho”, informa a reportagem.

Tirar PIS para trabalhador na Caixa

Um dos métodos mais utilizados, e eficientes de se inscrever no programa é tirar Caixa PIS 2022 para trabalhador na Caixa. Comparecendo até a agência mais próxima e procurando a gerência ou assistência de programas sociais.

No local será preciso solicitar a inserção dos seus dados, e requerer o Cartão Cidadão. Documento disponibilizado pela rede bancária e utilizado como método para concessão dos pagamentos.

Para comprovação do direito é preciso ter em mãos:

  • RG;
  • CPF;
  • Carteira de trabalho;
  • Declaração da empresa com nome inscrito no RAIS.

A própria empresa pode realizar esse processo, evitando que o funcionário tenha que comparecer presencialmente até o local. Neste caso, basta acessar a página de cadastro do NIS e informar os dados do trabalhador.

Como a empresa cadastra o trabalhador no PIS?

Além de acessar o site da Caixa, a empresa precisa ter o Certificado Digital. Funciona como um login no Portal do Cidadão, e que permite o acesso a diversas páginas do governo.

Para a empresa cadastrar o trabalhador no PIS, ela deve acessar o Conectividade Social. Escolher a opção “Caixa Postal”, em seguida “Nova Mensagem”, depois “Selecione o serviço”. E finalizar em “Envio de arquivo cadastro NIS”.

Onde fica registrado o número do PIS

O número do PIS é o mesmo do Número de Inscrição Social (NIS), e normalmente são semelhantes ao registro da carteira de trabalho. Logo, quando for incluso no programa o trabalhador poderá consultar a numeração no:

  • Cartão Cidadão;
  • Carteira de Internet;
  • Site Cnis.

O recadastramento Bolsa Família garante que você continue recebendo o benefício do programa. Sem riscos de perder o benefício para aqueles que realmente se encaixam nos requisitos, o recadastramento Bolsa Família é apenas uma atualização de dados pessoais e sociais de todos os participantes desse programa social.

Recadastramento Bolsa Família

Coordenado e organizado pelo Governo, o recadastramento é feito para atualizar a base de dados do programa de acordo com cada beneficiário.

Nas atualização de cadastros são feitos os cancelamento do CPF de membros do grupo familiar, atualização de um possível aumento de renda, mudança de endereço dos beneficiados, entre outras alterações que precisarem ser feitas.

Isso também assegura ao Governo que ninguém está sendo beneficiado irregularmente.

O Recadastramento Bolsa Família pode ser solicitado em dois tipos:

  • Revisão Cadastral: solicitado aos usuários que tem informações cadastrais incompatíveis com os dados reais.
  • Averiguação: solicitado aos usuários que não estão com problemas cadastrais, mas precisam atualizar suas informações para renovar o cadastro e assegurar que as informações continuam as mesmas.

O recadastramento é obrigatório para todos os usuários do programa e deve ser feito de acordo com a data estipulada, evitando o cancelamento do benefício.

Etapas do Recadastramento Bolsa Família

O recadastramento é dividido em duas etapas, sendo preferencialmente solicitados as pessoas com dados cadastrais que precisam ser atualizados urgentemente. São as etapas:

Etapa 1

Na primeira etapa é feita a convocação dos beneficiados pelo cadastro Bolsa família 2022. As famílias recebem a convocação através de cartas ou mensagens. Nelas constam informações sobre a urgência da atualização cadastral para evitar possíveis bloqueios e cancelamentos do benefício.

Nas informações da convocação também são determinados o tipo de recadastramento que deve ser feito, se será revisão ou averiguação dos dados cadastrais.

Uma forma de aviso para essa etapa de recadastramento é através do comprovante de pagamento emitido após o saque do seu benefício. Mostrará qual o tipo de cadastro que deverá ser feito.

Etapa 2

Esta etapa só é para as famílias que não recebem o benefício e que devem passar pelo processo de averiguação cadastral. Do mesmo modo, o comunicado chegará através de carta.

Recadastro – como realizar?

Você deve procurar o setor responsável pelo Bolsa Família 2022 de acordo com seu estado dentro do prazo estabelecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social, o MDS. O recadastramento só poderá ser feito pelo responsável pela família segundo o cadastro.

Os documentos que devem ser pedidos para alguma alteração ou confirmação cadastral são:

  • CPF, RG, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento de todos os membros da família cadastrados no programa;
  • CPF ou título de eleitor do membro da família no qual o cartão está no nome – no caso de famílias de origem indígena ou quilombola, pode ser qualquer tipo de documento de identificação;
  • Comprovante de residência (conta de luz ou de água);
  • Comprovante de matrícula escolar das crianças cadastradas no programa;
  • Número de telefone para contato

Você deve levar os documentos e apresenta-los ao atendente do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) para fazer as atualizações necessárias.

A declaração do imposto de renda é obrigatória para alguns grupos de cidadãos e você precisa saber se tem direito a isenção Imposto de Renda 2022. Os impostos sempre pesam no bolso de quem precisa pagar, portanto, saber se você tem direito a isenção Imposto de Renda 2022 é uma ótima forma de economizar.

Saber quem precisa declarar o imposto de renda 2022 é uma preocupação de inúmeros brasileiros. Cerca de 30 milhões de cidadãos deverão declarar o imposto de renda 2022. Essa previsão foi feita pela Receita Federal, órgão responsável por recolher esses tributos.

Quem Deve Declarar?

Muitos brasileiros reclamam da quantidade de impostos que são obrigados a pagar, mas muitos nem sequer sabem que em diversos países muitos impostos também são cobrados.

A declaração do imposto de renda 2022 tem como ano base 2016, por isso é preciso ficar atento a todas as informações em relação a períodos, cálculos, entre outros.

Veja abaixo quem fica obrigado a declarar esse imposto:

  • Todas as pessoas que residem no Brasil e que receberam no ano anterior (ou seja, em 2016) rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.123,91;
  • Cidadãos contribuintes que receberam mais do que R$ 40.000,00 no ano de 2016 em rendimentos isentos, tributados ou não tributáveis exclusivamente na fonte;
  • Cidadãos que obtiveram ganhos com capital na alienação de bens ou realizaram alguma operação em bolsas de valores;
  • Proprietários de imóveis com valor total ou maior do que R$ 300.000,00;
  • Qualquer pessoa que tenha firmado residência no Brasil em qualquer mês do ano de 2016;
  • Pessoas que tiveram a receita bruta superior a R$ 140.619,55.

Quem Está Isento de Declarar?

Saber que você tem direito a isenção do Imposto de Renda 2022 é muito bom, não é verdade? Toda economia é sempre bem-vinda!

Dois grupos principais são isentos da declaração:

  • Aqueles que não se enquadram em nenhum dos grupos de rendimentos que acabamos de citar;

Pessoas portadoras de doenças graves cujos rendimentos sejam relativos a aposentadoria, pensão ou reforma. As doenças que concedem a isenção da declaração de Imposto de Renda 2022 são:

  • AIDS;
  • Alienação mental;
  • Cardiopatias de nível grave;
  • Cegueira;
  • Contaminação por radiação;
  • Paget em estados avançados (Osteíte Deformante);
  • Parkinson;
  • Esclerose múltipla;
  • Espondiloartrose anquilosante;
  • Fibrose cística (Mucoviscidose);
  • Hanseníase;
  • Nefropatia de nível grave;
  • Hepatopatia de nível grave;
  • Neoplasia maligna;
  • Paralisia irreversível e incapacitante;
  • Tuberculose em estado ativo.

Como Proceder?

Portadores de doenças graves devem emitir um laudo pericial comprovando a sua enfermidade. Clique aqui para acessar o modelo de laudo. 

Esse laudo deve ser emitido pelo serviço médico da fonte pagadora, pois esse imposto deixa de ser retido na fonte. Se por acaso não for possível, basta entrega-lo diretamente no órgão que realiza o pagamento deste benefício.

Se você não é portador de nenhuma doença grave e simplesmente não atingiu os rendimentos suficientes para fazer a declaração, basta não declarar.

Dúvidas?

Caso você tenha alguma dúvida em relação a Isenção Imposto de Renda 2022, entre em contato com a Receita Federal pelo Receitafone através do número 146.

Os trabalhadores que atuam através da CLT se deparam mensalmente com dois valores: o salário líquido e o salário bruto. O salário líquido é o valor que estará disponível na conta do contribuinte após o cálculo dos descontos existentes. Mas afinal, quais são essas alíquotas?

Imposto de Renda

Para que você comece a entender o que representa o total descontado do seu salário base, é importante conhecer o imposto de renda. Também chamado de IRPF 2022, este é um imposto aplicado no seu salário com alíquota variando entre 7,5% até 27,5%, dependendo do seu salário.

A alíquota é calculada já com o desconto da contribuição previdenciária, que você irá conhecer logo mais. Quem recebe até R$1903,99 é isento da taxa. É interessante mencionar que os trabalhadores que estiverem dentro do requisito de declaração do IR, devem ainda informar os dados requeridos pelo Imposto de Renda 2021.

Contribuição Previdenciária

A contribuição previdenciária é uma taxa obrigatória de todo trabalhador que atua com a carteira assinada e assim como o imposto de renda, varia de acordo com a faixa salarial do contribuinte, podendo promover descontos entre 8 e 11%.

Essa contribuição é referente ao valor destinado ao INSS e permite benefícios como a aposentadoria, o salário-maternidade, o auxílio-doença, a pensão por morte, entre outros. Cada um desses direitos tem seus próprios requisitos de liberação e portanto, deverão ser consultados pelo beneficiário junto ao Instituto, através do Extrato INSS para imposto de renda 2022.

Vale-transporte

O vale-transporte é custeado, parcialmente, pelo empregado, que deve cumprir com até, no máximo, 6% do seu salário. O contratante em questão deverá cumprir somente com o completo desse valor. É válido ressaltar ainda que o desconto do vale-transporte deverá vir discriminado na folha de pagamento do funcionário, junto com o valor do IRRF 2022.

Caso o funcionário não precise utilizar o transporte público, este pode informar ao seu empregador que não há necessidade do desconto e assim, os 6% do salário deixam de estar comprometidos com este recurso.

FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) funciona como uma conta obrigatória para o trabalhador e fica inacessível até que seja liberada pelo Governo (com valores, geralmente, parciais) ou pelo fator demissão sem justa causa e para que esse valo seja possível, há o desconto na folha de pagamento do funcionário.

O desconto do FGTS representa 8% do salário do empregado e deverá estar discriminado mensalmente no seu contracheque.

Voltar ao topo